Arquivo de agosto \19\UTC 2009

Arte em capas de discos

As capas de álbuns sempre me chamaram muito atenção. Quando mais novo ficava impressionado com os desenhos do Eddie nas capas do Iron Maiden, entre outros,  e mais tarde comecei a me impressionar ainda com os conceitos inseridos dentro da imagem para transmitir uma mensagem. Como a capa de um livro, deve ter uma ligação com seu conteúdo. Uma capa que você bata o olho e saiba que é condizente com o estilo do artista. Cara, isso é arte!
Vou tentar fazer um pequeno resumo da história e as capas que eu mais considero relevantes em termos de revolução:

"Sgt. Pepper Lonely Hearts Club Band" - Psicodelia

"Sgt. Pepper Lonely Hearts Club Band" - Psicodelia

A revolução na concepção das capas teve início na década de 60 com (claro) o Beatles, sendo os primeiros a ousar sair do convencional. (os Rolling Stones, claro, logo atrás). Nessa época a liberdade criativa era maior, ja que se tratavam de vinis. Mais possibilidades right?
Um exemplo disso vem dos próprios Stones com a capa de Sticky Fingers, álbum lançado em abril de 1971 que trazia a parte frontal de uma calça jeans com um zíper de verdade (!) que abria e fechava, idéia de ninguém menos que Andy Warhol (executada pelo artista Craig Braun). O lado negativo ficava por conta do extremo cuidado ao manusear o zíper, afim de evitar que o mesmo arranhasse o vinil.
stickyfingerssticky-fingers-zipper2

 

 

 

 

 

 

 

 

Ainda nos anos 70 surgira a onda de se fazer capas “furadinhas”, recortadas com algumas janelas que formavam imagens com auxilio do encarte interno (Some Girls, 1978) mas quem surpreendeu de verdade foi o Led Zeppelin com o Led Zeppelin lll em 1970 que trazia um disco de papelão interno que, ao ser acionado, mudava os temas e as figuras da capa. Um dos meus favoritos. Em 75, o Led lançava Physical Graffiti, considerado por muitos uma das melhores capas de todos os tempos. A foto de um prédio com as janelas recortadas, e no encarte várias pequenas fotos eram visualisadas por entre elas, dando um efeito vislumbrante.
pgrt
Alice Cooper (com quem eu simpatizo bastante) teve ao menos 3 capas clássicas. School’s Out (1972) tinha a imagem de uma carteira escolar bastante popular nos Estados Unidos, com inúmeros rabiscos. Ela ainda podia ser aberta e dentro se visualizava algumas coisas que um aluno poderia guardar ali, como bolas de gude, estilingue, lapis, caderno, canivete, etc. Mas o que chamava atenção de verdade é que o vinil vinha dentro de uma calcinha (de papel). Detalhe que as leis americanas proibiam roupas íntimas inflamáveis e então os 1 milhão e meio de calcinhas confeccionadas tiveram que receber um tratamento químico especial e as calcinhas passaram a ter uma textura parecida com algodão, mas isso claramente levou a gravadora a ter um enorme prejuízo.

Ja que disse que eram 3, vale citar também os lançamentos Billion Dollars Babies (1973) que trazia no interior uma nota de dólar estampada com uma foto dos membros da banda, e Muscle of Love (também de 1973) que vinha numa luxuosa embalagem de papelão.

Ja pararam pra pensar nas semelhanças do formato do vinil? chato, redondo… E os americanos do Grand Funk Railroad tiveram a brilhante idéia de lançar um álbum cuja capa fosse uma moeda.
funk Uma capa redonda de papel metalizado e em alto relevo (a versão japonesa lançada mais tarde, em cd, apresentava um papel acinzentado opaco, assim como a versão nacional. Mais recentemente os japoneses deram um acabamento merecido ao disco, lançando o cd dentro de uma latinha imitando uma moeda, e com o preço la nas alturas.). A banda lançou ainda We’re an American Band (1973) uma capa toda dourada e com o vinil amarelo, e Shinin’ On (1974), primeira capa a ter o efeito ‘3D’. Para tal, vinha ainda com um óculos especial que podia ser destacado.

Vale ainda citar outros exemplos afora as revoluções nos conceitos da produção, materiais utilizados e formatos,  como Nevermind do Nirvana, London Calling do The Clash, The Dark Side Of The Moon do Pink Floyd, Unknown Pleasures  do Joy Division, Demons and Wizards do Uriah Heep, The Queen is Dead do The Smiths, License to Ill do Beastie Boys (+ o verso é sensacional), The Velvet Underground & Nico do Velvet Underground, Goo do Sonic Youth, 1984 do Van Halen (sensacional!), Fugazi do Marillion, Insomniac do Green DayDay e Age do The Killers, o homônimo do The Cure e os do Iron Maiden, claro! Isso entre muitos, muuuuitos outros.

Fato é que design, fotografia e tudo mais que envolve são partes fundamentais na composição de um álbum de sucesso. Uma boa capa ajuda a vender, ainda que a banda seja uma porcaria e isso justifica os altos valores pagos pelas gravadoras aos artistas que os criam, como Derek Riggs, Peter Bagge, Melvyn Grant, David Patchett, Tom Adams, Drew Struzan, entre outros.

Uma pena que a redução do tamanho imposta pelo CD diminua as chances de se criarem peças tão criativas e inspiradoras como os exemplos acima, mas se acontecer, estaremos postando. Sei que ficou faltando bastante coisa mas eu estou no trabalho e é complicado lembrar tudo hahaha.

Ouvindo: Evile – ‘thrasher’

LED Man

led_man

Este é o “Homem sem sombra”, criação do artista Makoto Tojiki.

O homem em tamanho real, é feito de cabos com LEDs nas pontas, suspensos pelo teto em diferentes tamanhos para formar a figura humana.

A foto foi tirada no Festival Internacional de Design Salon Satellite, em Milão e a notícia é do Neatorama.

Mais sobre Makoto: http://www.makototojiki.com

Tude em nome da praticidade

Para os modernos de plantão, a Cool Hunter lançou um porta gadgets bem legal.

Fica a dica para a wishlist de Natal okay?!

 

gridd

 

 

Gentem!!!

Aproveitando o “momento merchã” quero avisá-los de que na próxima segunda-feira dia 17/08, esta que vos fala vai estar realizando uma apresentação de dança indiana (Grupo Ganesha) no programa Superpop (Redetv) à partir das 21hs. ASSISTAM GENTI!!!

Gripe suina – O que você acha?

E esse tal lance de gripe suina ae, que que você acha hein? De certo, ta todo mundo cansado de ouvir e de saber que a mídia precisa de uma desgraça por mês pra se manter atrativa, mas será que todo mundo deve mesmo sair arrancando os cabelos e fazendo promessas para Santo Expedito?

Vamos aos “fatos” (nada documentado, nem comprovado, estimativas sem fonte): Umas 2.000 pessoas contrairam a tal da gripe e todo mundo quer usar máscara, 25 milhões de pessoas tem AIDS mas nem todo mundo que usar camisinha. O que que você acha?

No mundo todo, por ano morrem 2 milhões de crianças por uma simples diarréia, que poderia ser evitado com mínimos cuidados e um soro caseiro que custa 25 centavos. E os noticiários nada falam.

No mundo, todo ano morrem milhões de pessoas vítimas da malária, que poderia ser evitado com um simples mosquiteiro, e um pequeno esforço conjunto das nações que desenvolvem, entre outras coisas carros esportivos cada vez mais mais velozes, TV’s cada vez maiores e armas de fogo cada vez mais letais, a fim de encontrar uma cura para essa doença que mata tanta gente a décadas. Deve ter passado na sua cabeça que provavelmente isso se deve ao fato de, entre outros, as pessoas acometidas da enfermidade residirem na África e região norte (parte mais pobre) do Brasil. O que que você acha?

Há cerca de 10 anos vocês devem se lembrar da mega-pademia da gripe aviária. Os noticiários? Entupidos de notícias a respeito, alarmando as pessoas a se cuidarem do vírus tão mortal.
No final, a tal gripe matou em torno e 250 pessoas, em 10 anos… umas 25 mortes por ano. A gripe comum mata meio milhão de pessoas todos os anos. Meio milhão contra 25. E o que que você acha?

Todo mundo também deve ter ouvido falar num tal de “Tamiflu”, o remédio que supostamente protege contra o vírus da gripe suína. E tinha a mesma propaganda na época da gripe aviária. Eficaz ou não, foram vendidas 14 milhões de doses aos países asiáticos, e os mega laboratórios Roche e Relenza, obtiveram milhões em lucro. Hm…que que você acha?
Antes com os frangos, agora com os porcos.
Ja não se fala tanto do golpe de estado em Honduras, das manifestações violentas na China ou da eleição fraudulenta no Irã. Ja não se fala nada da crise econômica ou dos torturados em Guantânamo. Hm…

A empresa norte-americana Gilead Sciences tem a patente do Tamiflu. Um dos principais (ou o principal quissá) acionistas da empresa é o secretário de defesa do governo Bush, Donald Rumsfeld, artífice da guerra do Iraque…

 Em outubro de 2004 (dois mil e quatro!) o cientista russo Dmitry Lvov, do instituto de Virologia da Academia de Ciências russa preveu uma pandemia de gripe que poderia matar até 1 bilhão de pessoas em seis meses. O russo afirmou que a pandemia aconteceria entre 2005 e 2010, surgindo do vírus H3N2 das aves se misturara com o vírus humano no organismo suíno. E, claro, digamos que não foi levado a sério. O que que você acha?

Por que a Organização Mundial da saúde não declara como um problema de saúde pública mundial e autoriza a fabricação dos medicamentos genéricos para combatê-la, e distribui tais medicamentos de graça nos países pobres?

E o porquinho?

Culpado ou inocente? O que que você acha?

Ouvindo Oomph! – ‘Augen auf’

Outra idéia que colou bem

Bom, já que outro dia mostrei aqui uma peça muito inteligente para o SuperBonder, hoje resolvi mostrar um filme igualmente inteligente do concorrente.

Este filme para o ThreeBond brinca muito bem com a principal característica do produto: cola tudo!

Muito bom!

A bola da vez: Mr. Brainwash (MBW ou Thierry Guetta)

No final de Setembro, mais especificamente dia 29, está previsto o lançamento do novo CD da Madonna – Celebration, onde a loira comemora 25 anos de carreira e trono de rainha do pop. Como sempre, Madonna ataca de inovadora e já ditou a próxima referência em art e pop.

Capa de Celebration

Capa de Celebration

 

À primeira vista, diria que não há nada de inovador nesta capa. Até porque remete muito ao Andy Warhol. Mas é proposital. O dono da arte é o francês Thierry Guetta, mais conhecido como Mr. Brainwash ou MBW. Ele é um artista de ruas com várias intervenções urbanas espalhadas pelos EUA, em Los Angeles e Nova York. O processo dele é mesclar Warhol com Duchamp, Pollock e claro, o senso de humor dele próprio com os temas atuais. Totalmente PopArt.

Divirtam-se e vejam o porquê da Madonna ter ido atrás do cara.

Thanks Dantas pela dica!

Billie Holiday

Billie Holiday

 

Michael Jackson

Michael Jackson

 

Kanye West

Kanye West

 

Beatles

Beatles

 

Elvis Presley

Elvis Presley

 

Jack Nicholson

Jack Nicholson

 

Jimi Hendrix

Jimi Hendrix

 

John Lennon

John Lennon

 

Los Angeles Lakers

Los Angeles Lakers

 

Madonna e Angelina

Madonna e Angelina

 

O famoso beijo entre Britney e Madonna

O famoso beijo entre Britney e Madonna

 

Mohammed Ali (Cassius Clay)

Mohammed Ali (Cassius Clay)

 

Star Wars

Star Wars